CFF proíbe que Conselhos Regionais registrem graduandos em EaD

CFF proíbe que Conselhos Regionais registrem graduandos em EaD

O Conselho Federal de Farmácia (CFF) encaminhou um ofício circular proibindo os Conselhos Regionais de registrar graduandos egressos de curso de graduação na modalidade de Ensino a Distância (EAD).

Orientamos para que os alunos verifiquem junto com a instituição de ensino a modalidade de curso o qual estão para não ter problemas quanto ao registro profissional.

Segundo o ofício, “as terminologias Flex, Híbrido e semipresencial ou qualquer outra utilizada para induzir uma modalidade diversa das reconhecidas pelo MEC (presencial ou EAD) podem ser interpretadas como má-fé ou intencionalidade de enganar os estudantes”.

Diante disso, por não apresentar condições adequadas para o atendimento a sociedade, só poderão ter o registro profissional aqueles graduados presencialmente.

Vivemos um momento de pandemia e muitas instituições tiveram que se adaptar para continuar transmitindo conhecimento, vale lembrar que aula remota é diferente de graduação.

Assim, o Ministério autoriza que no máximo 20% da carga horária seja ocupada com atividades a distância.

OFICIO GRADUAÇÃO SEMIPRESENCIAL 030092019-SCACFF
OFICIO ADM ITINERANTE 2020

 

Farmacêutico é nomeado para cargo de reitor da UFCG

Farmacêutico é nomeado para cargo de reitor da UFCG

O farmacêutico e professor, Antônio Fernandes foi nomeado pelo presidente Jair Bolsonaro para o cargo de reitor da UFCG nesta terça-feira (23)

Antônio Fernandes é Natural de Uiraúna, cidade da região de Cajazeiras, no sertão paraibano, formado em Farmácia Bioquímica pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB), doutor em Farmácia pela Universidade de São Paulo (USP), também é professor associado da UFCG, nos cursos de Enfermagem e Medicina, e atua nas áreas de Bacteriologia Medica, Infeção hospitalar e biotecnologia.

Fernandes foi nomeado pelo presidente Jair Bolsonaro para o cargo de reitor da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG). O decreto foi publicado nesta terça-feira (23), no Diário Oficial da União (DOU).

Dos que formam a lista tríplice escolhida por votação interna da instituição ocorrida no ano passado, Antônio Fernandes é o terceiro colocado e obteve 19,47% dos votos. O primeiro colocado foi o professor Vicemário Simões, com 50,45% dos votos. Em segundo ficou o professor John Kennedy, com 30,07% dos votos.

Semanas atrás o Supremo Tribunal Federal (STF) reconheceu que o presidente tem a prerrogativa de indicar qualquer um dos nomes da lista, sem seguir a ordem de votação.

Parabéns ao Dr. Antônio Fernandes pela nomeação, desejamos uma ótima gestão e que cada vez mais farmacêuticos(as) possam conquistar posições de poder que fazem a diferença na vida de outras pessoas, tudo começa pela educação.

UEPB ABRE SELEÇÃO COM VAGA PARA FARMACÊUTICO INDUSTRIAL

UEPB ABRE SELEÇÃO COM VAGA PARA FARMACÊUTICO INDUSTRIAL

CARGOS TEMPOTÁRIOS

A Universidade Estadual da Paraíba (UEPB) publicou dois editais distintos com processos seletivos para vagas temporárias em cargos técnico-administrativos da instituição. Ao todo, estão sendo oferecidas 86 vagas paras os níveis fundamental, médio e superior, em sete campi. As inscrições serão realizadas exclusivamente via internet e podem ser feitas a partir das 10h do dia 22 de fevereiro, até as 23h59 do dia 14 de março, respeitando o horário local, no site.

Estão sendo oferecidas 42 vagas para todos os níveis de escolaridade, nos campi de Campina Grande, Lagoa Seca, Catolé do Rocha e Araruna.

Já as demais 44 vagas, também disponíveis para todos os níveis, nos campi localizados nas cidades de Lagoa Seca, Catolé do Rocha, Monteiro, Patos, Araruna e Campina Grande, onde haverá contratação de farmacêutico industrial.

Edital 02: https://cpcon.uepb.edu.br/concursos/2021_pss_uepb_tec_adm_ptc/pss_uepb_2021_ptc.htm
Inscrições: https://cpcon.uepb.edu.br/

Estudante deve ficar atento a instituições de ensino irregulares

Estudante deve ficar atento a instituições de ensino irregulares

Você pensa em fazer uma graduação ou até mesmo uma pós-graduação? Então é importante verificar a situação legal da instituição de ensino que oferece o curso. E se ela atua de acordo com o que determina o decreto federal 9235 de 2017. O assunto foi tema de discussão em plenária do Conselho Federal de Farmácia. Como esclarece o Coordenador da Comissão de Ensino do Conselho Federal de Farmácia, William Peres, uma das exigências da norma é que a instituição tenha um curso de graduação em andamento para oferecer uma pós, por exemplo. Ele fala do caso específico dos cursos relacionados à área de Farmácia.

“A partir de 2017 só se pode oferecer um curso de pós-graduação se tiver uma graduação em andamento na instituição. Quase todos os cursos anteriores têm acórdãos entre o conselho Federal de Farmácia e a Instituição. Então também podem procurar esses acórdãos que são publicados no Diário Oficial da União. Procure o conselho regional, todos os conselhos regionais têm as suas comissões de ensino, assim como o Conselho Federal de Farmácia”.

A recomendação ao buscar um curso de pós-graduação é ficar atento. É importante seguir alguns passos antes de fazer a escolha para evitar transtornos futuros. “É preciso se informar se o curso está cadastrado no sistema E-MEC e se ele não estiver cadastrado no sistema E-MEC entre em contato com o Conselho Regional de Farmácia ou o Conselho Federal de Farmácia. Isso é importante, nos últimos anos a legislação mudou muitas vezes e, por conseguinte, um determinado curso e em um determinado período pode estar de forma regular, mas talvez a legislação depois pode ter alterado a situação. Então sempre que forem pensar em fazer um curso de graduação ou pós-graduação informe-se sobre a legalidade da instituição e em que situação ela está”.

No caso de dúvida o interessado deve entrar em contato com o Conselho Regional de Farmácia ou com a entidade de classe da sua profissão.

Skip to content